August 31, 2007

O Verão do campo à cidade


Chegou como habitualmente na altura certa para o seu estilo de som – o Verão – o novo álbum do “vagabundo” norte-americano Josh Rouse.

Sucedendo a Subtítulo (de 2006, e a primeira produção depois de se ter fixado na vizinha Espanha), Country Mouse City House vem demonstrar que afinal de contas a sua carreira não está tão estagnada como se poderia temer após o álbum do ano passado, que trazia um não muito agradável sabor a Josh Rouse em piloto automático.

Aqui podemos voltar a escutar em bom plano a voz quente de Josh Rouse acompanhada em duas faixas pela da sua nova namorada Paz Suay, que parece ter uma influência crescente na vida do cantautor norte-americano: para além do projecto musical de ambos, She’s Spanish, I’m American (criado no início deste ano), co-escreve três das nove músicas do presente álbum.

Em Country Mouse City House Josh Rouse não regressa aos tempos áureos do incomparável 1972 (ainda que “Italian Dry Ice” não desfizesse caso constasse da sua obra-prima), mas assina um registo que consegue seguir o que de bom tinha conseguido por exemplo em Nashville.

Um álbum onde predominam ambiências leves – nem podia ser de outra maneira –, e no qual Josh Rouse consegue explanar a sua música desde o registo mais intimista de London Bridges ao mais jazzy de Hollywood Bass Player passando, como não podia deixar de ser, pelo seu lado mais pop, do qual Nice To Fit In é um fiel exemplo.

Apesar de ser tudo menos uma revolução ou uma obra marcante – e talvez por isso mesmo –, um saudável regresso.

1 comment:

Diga said...

Bem dizido, como dizia alguem. O CD não é nada de especial, principalmente porque ele habitou mal a malta com o 1972, mas ouve-se. É mais ou menos isto...lol